Assinar Feed RSS Visite nosso canal no Youtube! Siga-nos no Twitter! Encontre-nos no Google Plus! Encontre-nos no Facebook!

Íntegra da petição inicial da ADPF 186 proposta pelo partido Democratas (Cotas Raciais em Universidades – Políticas Afirmativas)

Enviado por , em
Palavras-chave: , , , , , ,

A advogada do DEM, Roberta Kaufmann, afirmou nesta (25) quarta-feira no Supremo Tribunal Federal (STF) que a adoção do sistema de cotas para negros poderá criar no Brasil um modelo de Estado racializado. “Se fizermos uma política de recorte social, a partir de critérios objetivos, como por exemplo renda mínima ou ter estudado em escolas públicas, faremos a integração necessária, sem criarmos os riscos de dividirmos o Brasil racialmente”, defendeu.

Clique aqui para ler a íntegra da petição inicial da ADPF 186 proposta pelo Partido Democratas e disponibilizada no portal do STF.

Comentários

Há um comentário sobre “Íntegra da petição inicial da ADPF 186 proposta pelo partido Democratas (Cotas Raciais em Universidades – Políticas Afirmativas)

  1. Waldo Wanderley disse:

    Utiliza-se a escravidão do período colonial como argumento para convencer a sociedade da necessidade do justo benefício àqueles que não têm acesso às universidades. No meu ponto de vista, quem não tem acesso às universidades, são os negros,pardos, índios, brancos, e toda pessoa pobre deste País.Então, porque não adotar uma Política Pública de Ação Afirmativa abrangente, com reserva de vagas para beneficiar todas as pessoas pobres. Senão, vejamos, “porque é, que grande parte dos negros e pardos têm dificuldade de acesso à Universidade”? A resposta é simples, porque é pobre. A parte pobre dos negros e pardos, não têm acesso, assim como todos os pobres do País. Não se pode escantear o fulcro do problema, que é a deficiência da educação pública, para satisfazer grupos organizados que detêm poder político com capacidade de sensibilizar a sociedade.

Deixe um comentário!