Assinar Feed RSS Visite nosso canal no Youtube! Siga-nos no Twitter! Encontre-nos no Google Plus! Encontre-nos no Facebook!

Dilma está entre dois nomes para vaga de ministro do Supremo

CATIA SEABRA

DE BRASÍLIA – Folha de SP

A presidente Dilma Rousseff retomou o processo de escolha do novo ministro do STF (Supremo Tribunal Federal). Dois candidatos são apontados como fortes candidatos para a vaga: Luiz Edson Fachin e Eugênio Aragão.

A vaga está aberta desde novembro quando Carlos Ayres Britto se aposentou.

Além do patrocínio da ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, Fachin conta com o apoio de movimentos sociais ligados à base petista, como o MST. No momento, seu nome vem se fortalecendo.

Subprocurador-geral da República, Eugênio Aragão é, no meio jurídico, apontado como candidato do presidente do STF, Joaquim Barbosa, alvo de restrições no PT por sua atuação como relator do mensalão.

Aragão, porém, foi apresentado ao Planalto como rival do procurador-geral, Roberto Gurgel, que também é malvisto no PT devido à denúncia dura do mensalão.

Até o meio de abril, Dilma tinha na mesa ao menos cinco nomes para vaga. A presidente tem buscado um ministro que tenha perfil discreto.

Antes apontado como favorito, o advogado tributarista Heleno Torres perdeu fôlego na disputa após sua entrevista com Dilma no começo de abril.

Segundo aliados, a presidente não ficou convencida de que ele fosse o melhor para a vaga. Além disso, o vazamento da audiência para a imprensa não agradou.

 

Comentários

Deixe um comentário!